Desafio Literário | Infância

Sinopse
Publicado em 1945, Infância é uma autobiografia de Graciliano Ramos que prova ser possível uma obra somar os elementos pessoais com os sociais. Muito do que o autor confessa em suas memórias são problemas que afetaram não só a ele mesmo, mas também o seu meio. Sua dor é também a dor de nosso mundo. Além disso, esse livro lida com elementos que nos fazem entendê-lo como base de todo o universo literário do autor. Nele vemos temáticas que vão povoar suas obras-primas: São Bernardo, Vidas Secas e Angústia. O primeiro aspecto que chama a atenção é a descrição de Graciliano como uma criança oprimida e humilhada, pois é um ser fraco diante de adultos, mais fortes. Este é um dos cernes de sua visão de mundo: a opressão. Quem tem poder, naturalmente massacra, sufoca.

Capa

Quando vi a data de publicação deste livro fiquei até admirada: era uma época difícil para a liberdade de expressão e o autor expressa pontos de vista considerados subversivos. Tá certo que o fato de narrar os fatos a partir da perspectiva de uma criança possa ter garantido o passe livre, mas talvez por isso mesmo a visão crítica seja mais dura.

O alvo principal é a família – especialmente os pais, que Graciliano guardou na memória pelos castigos, o único contato físico que tinha deles. Em seguida vinha a religião, por causa da atitude materna de impor sem discutir. A educação formal também é lembrada com ressentimento quando ele narra a sucessão de professores despreparados ou cruéis que o mantiveram analfabeto até quase os dez anos de idade – imagine a quantidade de Gracilianos Ramos que se perdem no país até hoje!

A política do senhor de engenho vem um pouco mais tarde no livro e não é por ser aparentado com o dono de engenho e, portanto, usufruir de certas regalias que o autor deixa de registrar a injustiça desse sistema.

Tudo isso é o lado positivo do livro, pra mim, mas a infância de Graciliano se passou numa época em que ocorreu uma mudança social no país provocada pela abolição da escravatura, e o autor me deixou uma impressão ruim na forma como trata a questão. Reflexo do pensamento da sociedade da época? Talvez seja, mas sobre outros aspectos ele demonstra ter ideias não conformadas com as da maioria.

Isso não é motivo para evitar ou proibir a leitura, porque o processo de crescimento e inclusão num mundo hostil como o que o autor enfrentou, sem os pontos de fuga da fantasia ou das brincadeiras típicas, resultou num livro perturbador. Muita vez me revoltei, me compadeci, me indignei [até com o escritor!], e no fim senti que este não é um livro que vai voltar pra prateleira e ser esquecido.

Sobre o autor

Primogênito dos 16 filhos que teve o casal Sebastião Ramos de Oliveira e Maria Amélia Ferro Ramos, Graciliano Ramos nasceu em 27 de outubro de 1892 em Quebrangulo, no sertão alagoano. Morreu em 1953, no Rio de Janeiro. Escritor, jornalista e político. Publicou romances de cunho social, onde a paisagem e o homem nordestino são destaques. [Coleção Folha]

Nota: 4
(de 1 a 5, sendo: 1 – Péssimo; 2 – Ruim; 3 – Regular; 4 – Bom; 5 – Excelente)

Este post faz parte da blogagem coletiva Desafio Literário 2011 [v. lista de livros agendados], tema Clássico da literatura brasileira .

Blog do Desafio Literário

Título: Infância
Autor: Graciliano Ramos
Coleção: Coleção Folha Grandes Escritores Brasileiros
Editora: Folha de S.Paulo
Ano: 2008
Páginas: 221

7 comentários sobre “Desafio Literário | Infância

  1. Pingback: Desafio Literário 2011 | Agenda « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

  2. Ainda não li esse livro do Graciliano, mas pelo que vi em Vidas Secas e São Bernardo (excelentes), ele não tinha uma visão muito boa do mundo, talvez exatamente por ter tido a infância que descreveu neste livro. O que alguns anos de disciplina rígida, repressão e falta de afeto fazem com uma pessoa, não?

    Parabéns pela ótima resenha!🙂

  3. Pingback: Desafio Clássico | Prestação de contas @NemUmPoucoEpico « Pensamentos de Uma Batata Transgênica

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s