Banned Books Week

Fechar livros tranca ideias.

Duas notícias envolvendo a retirada de livros da biblioteca e do currículo escolar rodaram o Twitter e outras mídias sociais recentemente:

[1] uma escola na Virginia, EUA, excluiu “Um Estudo em Vermelho” de Arthur Conan Doyle do curso de Literatura porque considera que o livro insulta uma determinada religião originária do país – em vez de debater o contexto histórico e as liberdades criativas do autor [via USA Today];

[2] uma escola no Missouri, EUA, baniu dois livros, tanto do currículo quanto da biblioteca – Twenty Boy Summer de Sarah Ockler e Matadouro-5 de Kurt Vonnegut, um notório crítico anticensura. A Fundação que leva seu nome ofereceu 150 exemplares grátis do livro para os estudantes que solicitassem [The Guardian].

Sei lá, de vez em quando tenho a sensação de que a melhor estratégia para convencer alguém, especialmente um jovem, a ler um livro é proibi-lo.😉

E lá na terra da liberdade os cabras têm gosto em proibir livros, tanto que a Associação de Bibliotecários criou uma semana inteira dedicada à subversão e incentivo à leitura pública de livros banidos de alguma escola ou biblioteca. Em 2011 a semana acontece entre 24 de setembro e 1º de outubro.

Os livros que receberam mais moções de censura em 2010 foram:

1. And Tango Makes Three, Peter Parnell e Justin Richardson
Motivos: homossexualidade, ponto de vista religioso, inadequado à faixa etária

2. The Absolutely True Diary of a Part-Time Indian, Sherman Alexie
Motivos: linguagem ofensiva, racismo, educação sexual, sexualmente explícito, inadequado à faixa etária e violência

3. Admirável Mundo Novo [Brave New World], Aldous Huxley
Motivos: insensibilidade, linguagem ofensiva, racismo, sexualmente explícito

4. Crank, Ellen Hopkins
Motivos: drogas, linguagem ofensiva, sexualmente explícito

5. Jogos Vorazes [The Hunger Games], Suzanne Collins
Motivos: sexualmente explícito, inadequado à faixa etária, violência

6. Lush, Natasha Friend
Motivos: drogas, linguagem ofensiva, sexualmente explícito, inadequado à faixa etária

7. What My Mother Doesn’t Know, Sonya Sones
Motivos: sexismo, sexualmente explícito, inadequado à faixa etária

8. Nickel and Dimed, Barbara Ehrenreich
Motivos: drogas, imprecisão, linguagem ofensiva, ponto de vista político e religioso

9. Revolutionary Voices, editor Amy Sonnie
Motivos: homossexualidade e sexualmente explícito

10. Crepúsculo [Twilight], Stephenie Meyer
Motivos: ponto de vista religioso e violência

http://twitter.com/#!/grandetetives/status/107500831699505153

Posts relacionados
Recordes e censura 2008
Semana dos livros banidos 2009
Banned Books Week 2010

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s