Lost in Austen

Lost in Austen

 É uma verdade universalmente conhecida que todos nós desejamos escapar.

A primeira frase da personagem Amanda Price parafraseia a famosa abertura do romance Orgulho e Preconceito de Jane Austen. Amanda recorre ao livro para escapar da realidade do emprego tedioso, do apartamento que divide com a amiga Pirhana, do namorado desinteressante, da vida mais-ou-menos que leva. Ela recusa o pedido de casamento de Michael porque aspira por um romance igual ao de Lizzie Bennet e Mr. Darcy.

Amanda chega a preparar noites especiais para reler o livro quando Pirhana e Michael têm outros compromissos [e eu não consegui evitar, lembrei de Renee Zellweger cantando All By Myself na cena inicial de O Diário de Bridget Jones]. Numa dessas noites ela encontra Elisabeth Bennet no banheiro, que tem uma porta interdimensional atrás da banheira. Amanda acaba indo para a Longbourn de 200 anos atrás e Lizzie permanece na Londres moderna.

Essa é a premissa da minissérie em quatro episódios exibida pela ITV em 2008 e que de certa forma realiza o sonho de leitoras fãs de Jane Austen, que imaginam como seria se pudessem entrar nos livros e viver aquelas aventuras.

Lost in Austen

Mr. Wickham, Lydia, Kitty, Jane, Amanda, Mary e Mrs. Bennet

Bom, para começar teríamos que nos virar sem escovas de dentes. O roteiro de Guy Andrews envereda pela comédia leve ao colocar uma personagem moderna no início do século 19, mas ele perde pouco tempo com a adaptação de Amanda aos costumes e linguagem antigos porque ela já conhecia aquilo de tanto ler Orgulho e Preconceito. Ele preferiu desconstruir a história narrada por Jane Austen a partir da intromissão de Amanda naquele universo, tentando conduzir os rumos dos demais personagens para que tivessem o mesmo destino dos personagens do livro.

Essa desconstrução acaba evidenciando pontos interessantes da obra original que não tinham me passado pela cabeça até então, como o comportamento de Mrs. Bennet: antes apenas achava ridículo, mas Alex Kingston deu-lhe uma profundidade e teve uma compreensão diferente da personagem. Kingston percebeu em Mrs. Bennet uma tristeza profunda, provocada pelo marido que não a apoia nem participa da vida familiar [via The Guardian].

[O marido é interpretado por Hugh Bonneville, que está num papel razoavelmente semelhante em Downton Abbey, aliás.]

Além dessas inversões nos pontos de vista, outro destaque no roteiro são as subversões que mudam todo o nosso pré-conceito em relação a alguns personagens: eu admito que, no fim, estava apaixonada pelo Wickham. Até torci para que ele e Amanda ficassem juntos, ele é muito mais o meu tipo do que o Mr. Darcy de Elliot Cowan.

Elliot Cowan recria a cena de Colin Firth

Errr, quero dizer, até o momento em que Elliot Cowan aparece de camisa molhada. A minissérie não homenageia apenas o livro de Jane Austen, mas também a adaptação de 1995 exibida pela BBC, com Jennifer Ehle e Colin Firth nos papeis principais. Muitos dos vestidos que Jemima Rooper usa em Lost in Austen foram usados por Jennifer Ehle em Orgulho e Preconceito e Colin Firth foi citado nominalmente.

A minissérie tem alguns pontos negativos, claro, mas nada que comprometa o que de modo geral é uma boa diversão. Ouvi dizer que Nora Ephron irá adaptá-la e dirigir a versão para cinema. É esperar pra ver [e torcer para que não encham o elenco de ianques].

The widespread appeal of the Regency-era literary hero depicted with contemporary sauciness reflects the duality of our postmodern age—when women look to the past for inspiration, eschewing modern metrosexual men for unattainably fictitious Corinthians from another age with address (gentlemanly eloquence) as well as an address (preferably an estate like Pemberley that would cast Prince Charming’s palatial abode into the shade). [Laaleen Khan. Mr. Darcy Enters The Oestrogen Age, Blue Chop Magazine]

Agradecimentos especiais à Karla Q. pela dica!

Lost in Austen promo

Link http://vimeo.com/3839816

No iMDB e na ITV

Ficha técnica
Título: Lost in Austen
Título original: Lost in Austen
• Direção: Dan Zeff
• Roteiro: Jane Austen (romance), Guy Andrews (roteiro)
• Gênero: Drama/Romance
• Origem: Inglaterra
* Ano: 2008
• Duração: 3h

Elenco
Jemima Rooper … Amanda Price
Elliot Cowan … Mr. Darcy
Hugh Bonneville … Mr. Bennet
Florence Hoath … Kitty Bennet
Alex Kingston … Mrs. Bennet
Morven Christie … Jane Bennet
Perdita Weeks … Lydia Bennet
Tom Mison … Mr. Bingley
Ruby Bentall … Mary Bennet
Christina Cole … Caroline Bingley
Tom Riley … Mr. Wickham
Guy Henry … Mr. Collins
Gugu Mbatha-Raw … Pirhana
Daniel Percival … Michael
Gemma Arterton … Elizabeth Bennet
Lindsay Duncan … Lady Catherine de Bourgh
Michelle Duncan … Charlotte Lucas

9 comentários sobre “Lost in Austen

  1. Outro lance bem legal é que a Elizabeth Bennet do passado se dá superbem no presente/futuro… totalmente antenada com celular, micro-ondas e outros tais… o Sr. Darcy pegando ônibus também é genial!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s