Super Bowl XLV | Black Eyed Peas: Pump It [& Misirlou]

A banda Black Eyed Peas confirmou que se apresentará no show do intervalo do próximo Super Bowl naquele estádio bilionário do Dallas Cowboys, no dia 6 de fevereiro de 2011. Eu aposto que na playlist terá uma música do novo álbum que saiu dias atrás [The Beginning] e I Gotta Feelin’. Dez centavos. Tudo bem, I Gotta Feelin’ tem tudo a ver com o clima do evento, mas gostaria que incluíssem Pump It [Monkey Business, 2006] também [problema é que ficaria ficaria quase um revival da abertura da Copa da África 2010 - v. no Youtube].

A lista dos artistas que se apresentaram no halftime show dos 44 Super Bowls.

Primeiro porque will.i.am disse que teve a ideia da música quando esteve no Brasil e comprou um CD-compilação com a gravação do Dick Dale; segundo porque meio que tem a ver com futebol [soccer, mas vá lá] e com esporte de modo geral: a canção original foi uma das apresentadas nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004 [caminhos tortuosos de pensamento: I has it].

E a canção original [Misirlou] tem história, viu. Ninguém sabe quem é seu autor, apenas quem foi o primeiro artista a gravá-la [Michalis Patrinos, 1927] e a letra fala sobre o amor de um grego por uma garota muçulmana egípcia, algo que não era muito politicamente e religiosamente fácil naquela época:

“Minha MISIRLOU, a doçura de teus olhos acendeu uma chama no meu coração; Oh, meu amor, Oh, minha noite, teus lábios gotejam mel; Oh MISIRLOU, mágica, exótica beleza enlouquecido de amor, não suporto mais, vou roubar-te da terra árabe; Minha MISIRLOU de olhos negros, teu beijo mudou minha vida; Ah, amada, um pequeno beijo de teus lábios tão doces.” [Whiplash]

“Misirlou” vem do turco e significa “garota egípcia”. Dick Dale, inventor da surf music, tinha um tio libanês que tocava essa música e ele acabou adaptando-a, sem letra, para o ritmo dos anos 1960. É essa versão que Quentin Tarantino usou na abertura do filme Pulp Fiction – Tempo de Violência; Luc Besson usou em Taxi; a Pepsi num comercial; etc.

Uma versão em íidiche é cantada em casamentos judeus, tem versão em jazz, para dança do ventre, a capella… acho que ainda não fizeram versão sertanejo universitário e axé, mas nunca se sabe.

Incluí alguns vídeos neste post: Pump It do BEP [letra ao final], uma gravação que é o mais perto do original grego, a versão do Dick Dale, a apresentação na Olimpíada, Pulp Fiction [só o áudio] e Taxi, além do link pro comercial da Pepsi.

Manda ver!

Pump It – Black Eyed Peas


Link http://www.dailymotion.com/video/x2psfu_black-eyed-peas-pump-it_music

Misirlou – [o mais próximo do] original
Continue lendo