[Filme] Orgulho e Preconceito – 1940

Pôster do filme

Pôster do filme

A primeira coisa que se comenta quando se fala desta adaptação hollywoodiana do livro da escritora inglesa Jane Austen é do figurino equivocado. Devo admitir que até eu, que sou desligada quanto a períodos – nunca soube identificar georgianos, eduardianos, vitorianos, etc.; se você me disser “um coador de chá de prata Rainha Anne” pode ter certeza de que não tenho a menor idéia do que se trata -, então, até eu percebi algo errado nos vestidos enormes e de mangas tão bufantes que dariam pra montar uma tenda de casamento para muitos convidados.

Segundo o iMDB, são roupas reaproveitadas de …E O Vento Levou, filme lançado no ano anterior. Isso significa que são trajes típicos da sociedade norte-americana durante e pós-Guerra de Secessão [1861-1865], enquanto Pride and Prejudice foi escrito no final do século 18 [1797] durante o reinado de George 3º, o que tinha porfiria. Orgulho e Preconceito foi um filme de orçamento baixo.

No entanto, a conexão com Gone With The Wind mais conhecida [e mais saborosa] está nos bastidores: o protagonista de Orgulho Laurence Olivier era amante da atriz principal de Vento Vivien Leigh. Ele se mudara de Londres para Holywood a fim de filmar outra adaptação literária [foi Heathcliff em O Morro dos Ventos Uivantes de 1939, do mesmo estúdio responsável por este Orgulho] e tentou de todas as formas substituir Merle Oberon por Leigh mas a estrela principal era norte-americana e o filme era feito para ela, e Olivier não teve poder de veto no caso. A inglesa Vivien Leigh acabou ganhando o papel da mimada sulista Scarlett O’Hara, nesse meio tempo. Pequenas ironias da vida!

Mrs. Bennet: A single man in possession of a good fortune must be in want of a wife.

Continue lendo