Troféu PdUBT Oscar 2009

Hugh Jackman, o anfitrião

Hugh Jackman, o anfitrião

Post concluído em 24/02/09 às 12h.

A cerimônia de premiação do Oscar de 2009 foi a mais legal que já assisti – ou que me lembro, pelo menos. Nem os números musicais me aborreceram! Pela primeira vez, aliás, eu gostei dos números musicais – desculpa, Peter Gabriel, mas seis minutos da sua canção seria um porre, por mais que eu seja sua fã. Por outro lado, eu poderia aproveitar esse tempo pra ir ao banheiro… As apresentações musicais do Hugh Jackman também foram tão cheias de energia que nem a Beyoncé me tirou do sério desta vez.

Sim, senhor, quem diria, foi muito legal. Gostei da mudança da platéia, que foi pra bem perto do palco com o fim do fosso da orquestra. Tive um professor no colegial que fazia isso com a classe, mandava-nos arrastar as carteiras bem juntinhas em volta da lousa porque gostava de sentir o cheiro do gado. Nem um pouco lisonjeiro, é. A gente obedecia, na época ainda se respeitava o professor. Tem alguém que fez o colegial no Objetivo quando ainda era na Nove de Julho, em Marília, que se lembra desse cara? Foi no último ano antes do colégio mudar pro campus da Unimar.

Voltando ao assunto, Oscar, né? Adorei a novidade no anúncio das categorias de atuação: em vez o vencedor da categoria do ano anterior apresentar um clipe de cada indicado, cinco antigos ganhadores apresentam um testemunhal para cada indicado. Tornou a coisa toda mais íntima, mais emocional. Era normal ver olhos mareados nessas ocasiões. Quem apresentou cada categoria:

Continue lendo