Domingueiras

Heeth Kwiff! Heeth Kwiff! *suspiro* Você deixou o gato assistir O Morro dos Ventos Uivantes de novo, não deixou?

Imagem: I can has cheezburger

Avó reclamando que sobrinho é igual a tia, tudo o que aparece na TV quer comer. Ontem foi pipoca, melancia, cookie Bauducco e “frangooo! frangooo!’ da Subway.

Aliás, não deu pra assistir ao Miss RJ, que foi só online, caus que ele foi embora à meia-noite. [Depois mergulhei no Harry & Seus fãs até 4h30.]

Semana cheia de leituras, nos intervalos tou bisolhando artigos apresentados no II Congresso Internacional de Leitura e Literatura Infanto-Juvenil da PUC-RS 2010 [no link Trabalhos apresentados]. Bruna, Jess, Erika, acho que vocês vão gostar de alguns.

Certa vez, em Monte Carmelo, Minas Gerais, ao visitar a biblioteca na hora do almoço, encontrei-a sob os cuidados de uma faxineira, que nada sabia da localização dos livros, de autores ou de quantos volumes havia. Fiquei desanimado, pô, uma faxineira? Que descaso! Arrependi-me de meu preconceito ao conversar com ela:

- E a senhora gosta da biblioteca?

- Adoro esta hora. Todo mundo sai para comer, fico sozinha, quietinha, não preciso lavar banheiros e salas. Apanho um livro, outro, acostumei a ler. É gostoso, saio voando, esqueço o mundo. Que nunca percebam que leio os livros, se não me tiram daqui. [Ignácio de Loyola Bandão, Estadão, 17/6/11]

Em Pedra Lascada a atual administração da Divisão de Educação e Cultura colocou em prática um programa de leitura batizado de Livros Para Todos: uma estante do tipo display com revistas, gibis, romances do tipo Julia/Sabrina/Bianca e livros “comuns” ficam à disposição da população em qualquer prédio público municipal em que se pressupõe que o cidadão vá esperar algum tempo por atendimento, como postos de saúde, brinquedoteca, etc. Revistas e gibis não podem sair do recinto, mas os livros podem ser retirados como se fosse uma biblioteca, preenchendo a ficha de empréstimo. A iniciativa não tem divulgação nenhuma.

I work in a library, and an adult patron was being very loud and rude. A tiny girl, probably 4 or 5 glared at him and said “SHHH! This is a library!”
Seeing a child acting like the grown-up MMD

Incentive a leitura desde bebê [e morra de fofura no processo!]
Continue lendo