Hasta la vista, baby

No filme 10 coisas que odeio em você [versão teen para a Megera Domada de tio Shakes], Heath Ledger chama o personagem Joey Donner, que é modelo de roupas de baixo, de “Fabio”. Na versão legendada dublada isso se perde na tradução, vira “Mauricinho”.

Lesa que sou, achei que fosse uma tradução, mesmo, até assistir um pedaço de America’s Next Top Model e ver o próprio Fabio em ação e juntar as peças: é o modelo de capa de romance de banca de jornal Fabio Lanzoni, italiano de 48 anos. Cansei de ver o rapaz nas décadas de 80 e 90 e nunca tive a curiosidade de procurar informações. Pra mim ele era fruto da imaginação de alguém que curte o estilo Schwárzico ou Stallônico de ser, só que loiro.

Apesar de andar meio por trás das lentes ultimamente, cidadão assinou alguns livros tipo Julia / Sabrina / Bianca – ou melhor, Barbara Cartland, já que pelo jeito eram historinhas antigas. Também fez algumas aparições como ator [e sou capaz de apostar uma caixa de Especialidades Nestlé que é da mesma escola de atuação do Schwarza e do Stallone] e gravou algumas músicas com sua voz sexy.

Brrr. Eu tenho medo do Fabio.

Anúncios

A parte que me cabe neste latifúndio

Eu me lembro quando a CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira] foi aprovada com a desculpa de que os recursos obtidos com a cobrança de uma taxa de 0,38% sobre todas as transações financeiras [exceto aplicação na poupança*] seriam destinados à recuperação da saúde pública, que era o caos da época. Não, ninguém pensou em estancar as sangrias [desvio de dinheiro].

De provisório vai pra 11 anos.

Existem levantes populares que se opõem à continuidade da CPMF – como o abaixo-assinado promovido por um conjunto de entidades que inclui a FIESP, FACESP, Fecomércio/SP e OAB/SP [http://www.contraacpmf.com.br/] e o Xô, CPMF, que traz uma calculadora com o total arrecadado em tempo real nos mesmos moldes do Impostômetro.

É uma ação mais efetiva do que só reclamar…

* Ou, como diria o Mussum, “tomar no forévis”.

Poste sugerido por Lawrence [nonde encontro links pra matérias e artigos *muito* bons] e apoio implícito [eu acho] de Emerson.